MA #4 – É possível aprender com prazer?

Continuando na linha de trazer de volta (e de forma mais organizada!) algumas das melhores vídeo-aulas do blog antigo, nesta publicação a gente revê uma das mais vídeo-aulas polêmicas que eu já fiz (a outra foi a dos estilos de aprendizagem, mas essa vai ficar para mais tarde. Uma polêmica de cada vez!)

 

90 Comentários


  1. Olá Ana, tudo bem? Gostaria de tirar uma dúvida mais técnica em relação a sua apresentação. Você comenta sempre e ensina a fazer os mapas mentais, inclusive aprendi com você que devemos utilizar somente palavras chaves e que de vez em quando utilizamos mais de uma palavra. Mas me chamou a atenção durante a explicação, que você usou várias vezes, diversas palavras em cada “traço” ( não me lembro o nome correto dos traços que ligam as palavras). Isso me deixou um pouco confusa, será que você poderia me esclarecer melhor? Obrigada

    Responder

    1. OI, Paula, é que esses mapas são antigos, eu estava mais preocupada em apresentar a informação do que em “estudar”. Para estudo, eu uso palavras-chave sempre.

      Responder

      1. OK, obrigada. Agora falando sobre o vídeo, eu também sou professora e trabalho exatamente assim, coloco exercícios de diferentes níveis para atingir a sala “toda”, mas nós sabemos que para o ensino principalmente de jovens é muito complicado, pois parece que a maioria não se interessa por “nada” e não leva “nada a sério. Diferente por exemplo, de alunos que estudam por prazer ou porque tem objetivo de passar num concurso.
        Procuro no início do ano, fazer um projeto para eles me dizerem a importância do Inglês, que é a minha disciplina, na escola, na vida, para trazer uma motivação maior, mas nunca é suficiente.
        Se vc puder falar mais sobre isso, eu agradeço.
        Os seus vídeo e o seu conhecimento tem transformado a minha forma de aprendizagem e de ensino!
        Bjs Paula

        Responder

        1. Puxa, Paula, que legal! Fico muito feliz quando meu trabalho alcança os professores, pelo maravilhoso efeito multiplicador que isto tem.
          Infelizmente, a escola tradicional é um ambiente já muito envenenado, e as vezes desperta uma resistência difícil de quebrar.
          Eu sugiro que vc veja algumas das vídeos aulas em que falo de motivação (use a busca do site, vai encontrar algumas).
          bjs

          Responder

  2. Olá Ana, já havia escutado falar sobre mapas mentais, mas, achava muito difícil fazê-los, com as suas aulas, todos os meus resumos hoje são mapas mentais, que tem me ajudado muito na compreensão das matérias, sei que ainda tenho que melhorar mais, colocar mais palavras-chaves e um pouco mais de desenhos para facilitar na memorização….estou na luta.

    Sua aulas são muito boas, obrigada.
    Elizangela Lima

    Responder

  3. Prezada Ana Lopes
    Não consigo vizualizar alguns vídeos. É assim mesmo?
    Att.
    Simoen ima

    Responder

    1. Simone, testei aqui e tudo bem…pode ser um problema associado à lentidão devido conexão.
      Você pode tentar assistir em outro horário, exceto em horários de pico (por exemplo: final da tarde…).
      Outra possibilidade:
      – mudar de navegador.
      Caso o problema persista entre em contato novamente.
      Abraço, Marcelo
      Gerente de relacionamento.

      Responder

  4. Adoro sua s aulas , elas tem me ajudado muito em como me organizar nos meus estudos, pretendo passar em um concurso e suas dicas estão me valendo muito……

    muito obrigada

    Responder

  5. Gostei muit de sua aula . Acredito que o nível,, está relacionado também em na evolução do ser humano. À medida em que evolui, vai aumentando o nível de entendimento!

    Responder

    1. Marluce, é isso mesmo…na medida em que que ele vai se desenvolvendo o seu nível de entendimento das coisas também vai se expandindo.
      Abraço,
      Ana.

      Responder

  6. Ana, gosto muito das suas dicas, tem sempre algo interessante para agregar. Também estou fazendo curso de inglês e gostaria de melhorar e chegar no nível de fluência. Você falou de um método que você usou. Tem como fazer uma video-aula a respeito deste método?
    Abraços.
    Estevo.

    Responder

  7. Ana,

    Gostei muito desta vídeo aula sobre ‘aprender com prazer’ e também da anterior, você tem me ajudado a entender como o processo da aprendizagem funciona ‘organicamente’ falando.

    Sempre fui bastante dedicado aos estudos, não sou autodidata, porém tenho facilidade em definir cronograma e força de vontade para estudar. No meu caso, eu descobri meu método de aprendizado tocando violão, eu fazia por diversão, tive oportunidade de testar o que funcionava e o que não, criei disciplina e vi como a insistência me ajudava a adquirir um conhecimento novo, desta forma conheci a minha capacidade de aprendizado através do prazer.

    Outra coisa que você falou que me chamou muita atenção foi sobre o nível cognitivo, eu acredito, por experiência, que meu nível cognitivo é lento, eu só consigo absorver conhecimento se me dedicar um tempo a determinado assunto, e que o conteúdo seja de preferência desenhado ou escrito. Eu consegui aprender espanhol, creio que a escola que fiz me deu somente 20% do que sei, os outros 80% eu consegui estudando sozinho, indo atrás das informações no meu tempo lento de aprendizagem, durante horas por dia. Hoje estou me dedicando ao Inglês, vivenciando o mesmo momento que você, onde decidiu que iria aprender esse negócio de uma vez, e acredito que conseguirei atingir a fluência se me dedicar todos os dias, investindo boas horas de estudo e buscando o prazer.
    Meu irmão tem um tempo cognitivo mais rápido e avançado, ele aprendeu inglês sozinho e através de livros ele consegue adquirir o conhecimento que precisa para trabalhar, ele não tem faculdade e está em um nível profissional alto.

    Você acha que existe alguma relação do nível cognitivo com o Q.I ? Meu irmão tem QI maior que o meu.

    Abraços

    Responder

    1. Carlos, você poderia explicar com mais detalhes o que você chama de nível cognitivo?
      Abs.

      Responder

      1. Ana,

        Você comenta na video aula #4 que: cada aluno na escola “está um nível cognitivo diferente” (3:49). Por isso pegunto se existe uma medida, e se pode ser associado ao Q.I.

        Abs

        Responder

        1. Carlos, existe alguma relação, no entanto, o Q.I não é uma medida considerada confiável para medir a inteligência de uma pessoa, ok!!
          Abs.

          Responder

  8. olá, Ana!

    estou completamente desmotivada a reestruturar meu mestrado que apresentei. acredito que a minha falta de motivação seja a INSEGURANÇA, já tentei dividir o texto para fazer em partes, mas estou bloqueada não consigo escrever uma frase sequer.

    eu acho que desisti mesmo não querendo desistir do mestrado…frustração.

    Responder

  9. Ana, também me ajudaria bastante se você mostrasse o método que te fez aprender o inglês de forma a torná-la fluente no idioma. Sou autoditata e moro no interior do Nordeste, longe dos grandes centros onde existem escolas específicas de línguas. Portanto, minha única alternativa é estudar sozinho mesmo. Se for possível, nos diga qual foi o método usado por você, certo? Agradeço a atenção dispensada. Abraço.

    Responder

    1. Luciano, neste vídeo que vc assistiu fala do método que uso, ok!
      Abraço.

      Responder

    2. Olá Luciano Ferreira de Lira, procure no Youtube sobre a EFT(emotional freedom technique). Esta técnica é muito simples, rápida de se aprender (menos de 15min) e, no meu caso, está me ajudando muito a aprender inglês de forma autodidata. Boa sorte!

      Responder

      1. Cesar, obrigado pela dica – valeu mesmo! Votos de saúde e paz a você e aos seus. Grande abraço.

        Responder

  10. Nesse vídeo sobre “É possível aprender com prazer” vc falou que encontrou um método para ser fluente em inglês. Estou no doutorado e ainda tenho o inglês tecnico, tal como vc também tinha. Qual é esse método para ser fluente em inglês?

    Parabéns pelo vídeo.

    Andiara

    Responder

  11. Olá ana, eu tenho acompanho seus emails e até conversado com vc sobre o AC3, e com esses dois ultimos videos eu realmente nao resisti em te elogiar por essa iniciativa tao bonita, por explicar tudo muiiiito perfeito. Meu site que divulgo o AC3 é esse : http://www.soorigen.com.br/magica-do-aprender . É um site q criei so para divulgar o AC3, e ja tem muita gente impougada com isso. Obrigado e parabens de coraçao.

    Responder

  12. Adorei o vídeo. Já assisti alguns vídeos seus e todos gostei muito.
    Obrigada pela ajuda.

    Responder

  13. Bem legal Ana, estou acompanhando no seu canal do You Tube.

    Responder

  14. Olá Ana.
    Quero te parabenizar pelo site, estou acompanhando e fico maravilhado com o que você tem trazido para nós.
    Nem sempre eu comento sobre os posts, mas, vou me esforçar ao máximo por fazê-lo, para que você continue sempre motivada. Você está fazendo um grande trabalho e prestando um ótimo serviço a nação, de fato.
    Te desejo muita saúde e paz.
    Felicidades!!!

    Responder

  15. Prezada ANA:
    Mais uma vez a parabenizo por sua didática fácil e entrega de produto importante para que cresçamos intelectualmente.
    O Vídeo é fantástico porque dá a quem o assiste, a certeza de obter o sucesso que se deseja, desde que se coloque em prática alguns passos sugeridos por você.
    Nessa linha, gostaria que você desenvolvesse um vídeo detalhando também, como você superou os entraves de se aprender inglês, com ao que parece, uma metodologia que aprendeu, pelo visto, a fórceps.
    Um grande abraço e que Deus a preserve sempre assim, dando o melhor de si para as pessoas.
    Nalberto

    Responder

    1. Na verdade tenho esse material sobre inglês gravado em 4 vídeos, mas normalmente ele só é disponibilizado como bônus do Treinamento AM3, Nalberto. 😉

      Responder

      1. Ana, já que o material não pode ser liberado, por que você não estipula o valor para quem quiser comprar o conteúdo dos vídeos? Tenho interesse em adquirir seus vídeos sobre o método que você desenvolveu para a aprendizagem do inglês, pois na região onde resido não há a possibilidade de estudar, porque simplesmente não existe escola (nem particular) de algum idioma. Por favor, nos dê um retorno com as instruções sobre o preço e modalidade de pagamento. Aguardo sua resposta.

        Abraço,

        Luciano.

        Responder

  16. Oi Ana, gostaria de saber sobre seu método pra aprender uma língua estrangeira, estou fazendo curso de Inglês, mas ainda estou muitas dificuldades com a aprendizagem de outro idioma.

    Responder

    1. Rodrigo, meu “método” é essencialmente NÃO estudar gramática, ler e ouvir muita coisa em inglês e estudar vocabulário novo todo dia. 😉

      Responder

  17. Na Paz do Senhor Jesus!
    Bom dia Ana Lopes.
    Excelente ensinamento, tenho duas perguntas, por favor ajude-me:
    1) trabalho com formação esportiva. Qual atitude devo tomar se um ou vários alunos teimarem em continuar a tentar realizar um exercício, que no momento não estão conseguindo realizar e mostrar-se insatisfeito quando eu sugerir que devemos dividir o exercício por partes?
    2) Tenho necessidade de aprender inglês e dificuldades. Estou passando pelo mesmo problema que você passou. Você pode indicar-me o método que te fez vencer essa barreira?
    Obrigado.
    fique com Deus!
    Ailton silva

    Responder

  18. Boa Noite Ana, que voce tenha um ano de 2014 com bastante saúde e energia!!

    Agora compreendi porque não consigo ter paciência em aprender nada, sempre quero aprender tudo ao mesmo tempo e acabo virando uma barata tonta, correndo, correndo e não saindo do lugar.
    Tentarei cortar o aprendizado em porções menores para que consiga assimilar.
    Obrigada

    Responder

  19. Oi Ana, um 2014 com muita saúde e paz.
    Esperamos muitas informações.
    Gostaria de saber mais sobre a técnica para aprender o idioma Inglês.
    Parabéns pelo seu trabalho de 2013.
    Obrigado Marli

    Responder

    1. Oi, Marli, estou preparando uma surpresa para quem está disposto a aprender inglês pra valer. Fique de olho! 😉

      Responder

  20. Na Paz do Senhor JESUS!
    Oi Ana.
    Passo pelo mesmo problema que você passou no aprendizado da língua inglesa.
    Gostaria que você me relatasse mais detalhes do processo que você utilizou para alcançar a vitória. Ou seja, entender, escrever e ler, fluentemente a língua inglesa.
    Obrigado.
    Fique com DEUS!
    Ailton ssilva

    Responder

  21. Ana, muito obrigada. Adorei este vídeo. Quero ver todos eles. Um abraço.

    Responder

  22. Ana seria maravilhoso (um sonho) se você pudesse fazer um resumo do livro “O mito do carisma”, ele é perfeito inovador, adorei beijos.

    Responder

    1. Karina a minha pilha de leituras atrasadas está enorme, mais eu vou olhar a sinopse do livro e quem sabe ele entra nesta pilha também, ok!!

      Responder

  23. Boa tarde ANA, adorei o vídeo e agora estou acompanhando o seu trabalho e na expectativas das próximas dicas.
    Muito obrigado

    Responder

  24. Bacana, então nosso raciocínio é lento, o meu então e uma lesma kkk eu demoro a captar as coisas, mesmo na faculdade ou em cursos que faço por conta própria, principalmente em matemática meu raciocínio e muito lento. É verdade o que foi dito, quando peguei para estudar linguagem de programação mesmo gostando, acabei largando por que não estava entendendo nada e ainda acho difícil, até entendo o que determinado código faz mais na hora de fazer ai que está a dificuldade, por conta disso larguei.

    Ana nos fala desse método como tu aprendeu tão rápido a ser fluente, estou bem dizer 1 ano e não consigo falar, consigo entender o que esta escrito, não tudo. Mas quando e hora de falar ” sozinho igual doido kk” enrosca fico buscando palavras e a tradução da determinada palavra se no português e assim mesmo que fala. Eu quero não mais assistir minhas adoráveis series e filmes com legenda em português, até por que em inglês eu não consigo a legenda.

    Ana você já é doutora, nossa e eu lutando para sair da graduação e talvez ter a sorte de conseguir entrar no mestrado em Universidades estaduais ou federais. Congratulation for you

    Responder

    1. Roberson o raciocínio é uma habilidade cognitiva que você pode treinar.
      quando você treina, você fica mais ágil. então continue treinando o seu.
      Com relação a fluência se o seu problema é falar isto não está ligado a timidez, a medo de errar.
      Assim você tem que pensar o seguinte que o estrangeiro não espera que você fale tudo absolutamente correto.
      Ele só espera que você se faça entender. então não fique com vergonha de falar.

      Responder

      1. Agradecido pela respostas. Poderia me dizer onde você estudou inglês ? ou isso você não pode dizer por que ai já é questão de marketing, bem se não puder dizer onde estudou tudo bem.

        Responder

          1. Obrigado pelo site, muito útil tem até aplicativo para celular. A pergunta da Daniele ela tinha perguntado sobre onde você teria aprendido inglês, mas já foi respondido. Obrigado!!!


  25. Bom dia Ana
    Admiro muito seu trabalho bem interessante este vídeo.
    Gostei do exemplo de aprender inglês pois estou estudando online.
    Parabéns pelo trabalho.
    Abs

    Responder

  26. Hi Ana,
    Recebo seus e-mail do blog e sempre paro aqueles 10 minutinhos do dia corrido pra ouvir sua novo compartilhamento sobre aprendizagem, muito legal seu trabalho é uma pena que muitas pessoas ainda não acreditem nisso, na capacidade que elas próprias tem de aprender seja lá o que estejam dispostas á aprender, enfim estou também nessa nova empreitada de aprender o inglês no só aprender mais sim ser fluente, faço exatamente o que diz no vídeo procuro fontes de ensino ao qual eu sinta prazer em estudar quando consigo fazer isso, passo de 3 a 4 horas estudando.
    Enfim excelente trabalho!
    Congratulations Ana.

    Responder

  27. Olá !

    Muito obrigado pelas aulas, são muito inspiradoras.
    Espero que continue este trabalho e ajude o Brasil inteiro a descobrir esse prazer do conhecimento.

    Grato.

    Responder

  28. Olá Ana.muito bom o que voce vem nos ensinando. Muito obrigado mesmo.

    Apenas um toque técnico, eu tenho um homestudio e uso o microfone para fazer algumas gravações de vozes. Não sei exatamente o que voce usa aí, mas tem um dispositivo que se coloca na frente do microfone que se chama “pop filter”, isso minimiza esses “popós” de algumas palavras que pronunciamos, quando falamos num microfone, experimente isso, vai dar mais um “up” nas suas gravações. Estou apenas retribuindo a sua ajuda,ok? No mais está tudo excelente. Gde abraço.

    Responder

    1. Donny na verdade existem aulas aqui que são mais antigas e outras que são mais recentes. Em geral as mais recentes tem um áudio melhor e eu uso microfones melhores.
      Estas aulas mais antigas que estão feitas a mão elas realmente possuem alguns problemas de áudio.
      Só estou trazendo elas de volta porque o conteúdo é importante.

      Responder

  29. Oi Ana,pode certeza q o video é bacana e agente so tem a aprender coisas super interessante!!
    sou apaixonado pelo conhecimento e gosto muito dos seus videos e da sua historia de vida!
    parabens querida.
    Que Deus lhe abençoi!
    Abraço!

    Responder

  30. Repasso suas aulas para minha filha, 13 anos, que está com pouca paciencia com a matéria (professor) de matemática, as outras matérias ela domina, os professores geralmente, com raríssimas excessões, não respeitam os níveis cognitivos dos alunos, seja por desconhecimento, seja por arrogancia, seja por ceticismo. Parabéns Ana. Att. Ary Costha

    Responder

  31. Oi Ana,

    Muito legal os seus vídeos.

    Você aprendeu inglês on-line? Pode nos dizer qual foi o teu caminho?

    Parabéns pelo teu belo trabalho!

    Abs

    Responder

    1. Oi Daniela eu estou preparando um mini-curso para explicar exatamente o caminho que usei para aprender inglês.
      Realmente foi tudo online.
      Eu só não posso dizer para vc em que data ele vai sair, mais ele vai sair.

      Responder

  32. Nossa Ana, não vejo a hora de vc. postar algum vídeo sobre aprendizado de idiomas, tenho muita difiuldade e estou precisando muito, tento aprender ingles minha vida toda e até agora NADA, só sei que nada sei.
    Fico desesperadamente no seu aguardo. Obrigada.

    Responder

    1. Pode deixar que vai aparecer novidade por aí nas próximas semanas, ok?

      Responder

  33. Claro que, com prazer, tudo na vida é melhor.
    Estudar é prazeroso quando se o faz com o desejo de se aprender, de conhecer.
    Lamentavelmente, no Brasil a programação de estudo nas escolas, não visa realmente levar o aluno
    ao prazer de conhecer, e, pior, professores há que sequer sabem ensinar. Por isto concordo plenamente
    que deve haver prazer no aprender, pois torna mais gostoso adquirir o conhecimento
    Forte abraço

    Responder

  34. então nâo estou estudando em nenhuma escola,mais tenho utilizado um pouco de suas aulas,para me motivar em outras áreas,ex: dificuldades na internet,ou auqueles problemas pessoais rotineiros,pode nâo parecer mais para mim tem funcionado na questão motivação,adorei esta,quando bate alguma preguiça para resolver problemas,lembrarei desta aula,fui.

    Responder

    1. Motivação é uma peça central na aprendizagem, Neivaldo! Vc está no caminho certo. 🙂

      Responder

  35. Socorro!!!! como faz para parar de assistir seus videos??? não consigo…to viciado…já tem 2 dias q estou devorando…..Obrigado por compartilhar algo que se comercializa a um preço muito alto no Brasil, CONHECIMENTO!!! aproveitando, o que acha dos treinamento cerebral oferecidos no cognifit

    Obrigado e paz, sucesso e saúde!

    Responder

    1. ahahah, muito boa Sanller. Não para não, só se for para por em prática! 😉
      Não conheço o trabalho deles.
      Abraço

      Responder

  36. Boa tarde!Estou gostando muito dos videos e gostaria de saber sobre a técnica utilizada por você para o aprendizado da língua estrangeira.
    obrigada!

    Responder

    1. Ana quero participar das tuas aulas é que não consigo??????

      Responder

  37. Falou bem e falou certo. Essa parte de estar em nível por nível é real, pois acho que ninguém gostaria de dar um passo maior que as próprias pernas. As vezes é chato ver alguém frustrado por conta do estudo mal feito, e mesmo com metodologias de estudo diferenciadas, a pessoa não consegue por estar andando em passos tão largos que nem alcança.

    Responder

  38. Oi Ana! Ótimo vídeo!
    Concordo plenamente que devemos estudar de acordo com o nosso nível cognitivo em determinado assunto. O que acho difícil é saber encaixar exatamente esse nível. Por vezes, perco muito tempo estudando num nível mais fácil, para não deixar lacunas posteriores. E isso tem me prejudicado mais do que ajudado.
    Também fiquei curioso com a sua técnica para aprender inglês.
    Grande abraço

    Responder

    1. Oi, Alexandre,
      o “muito fácil” tb prejudica por ser chato, acaba desmotivando a pessoa. Mas se vc continuar atento para o nível de dificuldade do que vc está estudando, vc aos poucos vai achando o material certo para você. 😉
      A técnica de inglês eu vou explicar um dia desses, mas ainda vai demorar um cadim… 😉
      Abraço.

      Responder

  39. oi Ana..isso de encontrar ou estar no nivel certo para aprender é bem verdade, ao menos para mim, em diversas vezes que estava aprendendo algo novo, num primeiro momento parecia que era algo do outro mundo, mas ao continuar ou mesmo repetir o aprendizado, na segunda vez era como se fosse algo super obvio e facil…algumas vezes até me perguntava se eu antes,na primeira tentativa era “burra” mesmo..rsrsrs..e quanto ao prazer de atingir o conhecimento pretendido é realmente muito bom, ainda mais se você pensa que não vai conseguir e chega lá!..tuas vídeo aulas são ótimas!!!

    Responder

    1. É isso aí, Jomilee, o cérebro vai aos poucos fazendo conexões e a gente as vezes nem percebe!
      😉

      Responder

  40. Olá Ana!
    Gosto muito de suas vídeos aulas. Desejo muito sucesso para você. Obrigado por compartilhar essas coisas legais com a gente. Abraços.

    Responder

  41. Ana,

    Boa tarde! no vídeo MA #4 – É possível aprender com prazer? você fala que usou uma técnica para aprender inglês, poderia falar qual foi a técnica que usou? Muito 10 os seus videos.

    Responder

    1. Dei um webinário uma vez sobre isso, em algum momento eu vou regravar esse material e disponibilizar por aqui, ok, Alessandro?

      Responder

      1. Ok, Muito agradecido, fico aguardando, meus parabéns pelo novo site. Os videos estão me ajudando bastante, mas ainda me deparo com o duro sono durante os estudos para concurso que estou trilhando, e as vezes me desespero com tanto conteúdo para estudar, hoje minha vida e dedicada somente a os estudos, estou focando para passar, pois quero ser servidor publico.

        Responder

        1. Alessandro, tem um “ditado” americano que diz que para ganhar dinheiro não é preciso trabalhar mais, e sim de forma mais esperta (not harder, but smarter). Vá aplicando as técnicas e veja o que funciona para vc aprender de forma mais eficiente. Se está com sono, é porque está estudando de um jeito muito chato! 😉

          Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *