MA #1 – Quatro mitos que dificultam a sua aprendizagem

Aprendizagem é um negócio engraçado, todo mundo acha que entende tudo dela. Mas o senso comum pode ser bem enganoso quando o negócio é aprender.

 

24 Comentários


  1. Descobri seu site meio por acaso, numa busca sobre estudo de planejamento estratégico e gostei do 1º vídeo que assisti, sobre procrastinação.
    Baixei o Periscope, mas ainda preciso aprender o funcionamento. (nunca me liguei no twitter :)).
    E decidi tb incluir na minha agenda assistir seus vídeos e estou começão pelo 1º, “4 mitos que dificultam a aprendizagem”. Preciso estudar muita coisa e venho procrastinando há muito tempo. Quero mudar e conto com seus vídeos para me ajudarem nessa tarefa. Muito obrigado!

    Responder

  2. Muito bom o video botarei em pratica tudo que aprendi aqui obrigado

    Responder

  3. Vídeo muito bom. A parte de ser multimídia é verdade mesmo, a gente se distrai demais.

    Responder

  4. Cheguei aqui através do English Expert. Melhor site que descobri esse ano, não perco mais uma aula!

    Obrigado pelo lindo trabalho! 😉

    Responder

  5. Muito bons seus vídeos!!! estive procurando algo assim!! pena que demorei pra achar seu blog!! agora não perco mais nenhum vídeo!! Forte abraço!

    Responder

  6. Boa tarde Ana!
    Gostaria de saber qual programa eu uso para fazer mapas mentais e com qual frequência eu vou usá-los.
    Desde já agradeço.

    Responder

  7. Obrigado pelas dicas! Assim que começar a colocar em pratica vou postar aqui em seu site os resultados…valeu!

    Responder

    1. Na verdade Marcelo mais difícil de você montar um plano de estudo é você ter uma técnica para quando realmente você for sentar e estudar. Então o que eu sugiro é que você focalize mais em técnicas.
      Com relação de como me organizo eu explico muito bem em um treinamento que eu dou. Eu estou terminando um turma agora em novembro e a gente está pensando qual vai ser a data da próxima turma. Então fique ligado aí se você tiver interesse em fazer isso.

      Responder

  8. Oi ana conheci seu blog pelo English experts e adorei, porque eu gosto de estudar mas não sabia por onde começar e porque as coisas que eu estudava eu não conseguia absorver, muitas coisas tem ficado claro para mim, uma pergunta, trabalhar ouvindo música atrapalha o desempenho? pq eu sou engenheira de software e muitas vezes faço isso durante o dia.

    Obrigada e Parabéns novamente.

    Responder

    1. Oi Diane, essa pergunta, por incrível que pareça, é controversa.
      Diversos estudos mostram que a multi-tarefa acaba com a produtividade e principalmente com a capacidade cognitiva da pessoa. Mas para algumas pessoas que tem dificuldade em manter o foco, a música pode funcionar como barreira contra distrações externas.
      Tem que ver em que caso vc se encaixa. 😉

      Responder

      1. Hummm interessantíssimo, obrigada pelo esclarescimento e por responder meu comentário, estarei sempre acompanhando seu blog.

        Abraço.

        Responder

  9. Ana, conheci recentemente seu blog e estou maravilhado. Estou no caminho de melhora do meu autodidatismo e suas dicas são de grande ajuda.

    Responder

  10. Oi, Ana, Parabéns pelo novo blog.
    Ana no vídeo vc falou que o estudo não é rápido,
    então como aquele jovem Scott Young conseguiu
    concluir um curso de 4 anos em apenas 1 ano?

    Responder

    1. Oi, Rogério,
      primeiro de tudo, ele estudava o dia todo, só fazia isso MESMO! Outro fator importante é que ele é um estudioso de formas eficientes de aprendizagem há muito tempo, então ele já conhece muitos atalhos para fazer uma aprendizagem mais eficiente. 😉
      Abraço.

      Responder

      1. É, isso é verdade…
        ele já é um autodidata há muito tempo e isso ajuda muito.
        eu conseguindo ter uns 50% do seu autodidatismo Ana, já
        vou ficar muito feliz…
        abraço…

        Responder

  11. Oi Ana, adorei este vídeo!! Parabéns obrigada por compartilhar seus conhecimentos !
    Abraços!

    Responder

    1. O intervalo entre as repetições faz diferença sim, Paulo. Principalmente no longo prazo. 😉

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *