A arte da automotivação. Ou… você pularia a cerca?

Você já pulou a cerca?

Com certeza essa é uma pergunta um pouco indiscreta. Mas e se eu disser pra você que a mesma disposição que você tem para pular a cerca, tem com a motivação que você tem para estudar?

Realmente intrigante não? Mate a curiosidade disso tudo assistindo o vídeo e lendo o nosso mais novo post do blog!

Como nos motivar para atingir metas de aprendizagem de forma autodidata?

Pular a cerca, ou não, eis questão. Uma pesquisa feita pelo cientista John Salomone, conseguiu explorar essa pergunta. Ela foi elaborada com ratos e posteriormente com humanos. Tudo começou em uma caixa que havia uma porção dos famosos roedores, e em outro lado da caixa havia dois lugares onde, um fora colocado pouca comida e no outro bastante comida. Nesse percurso havia uma cerca entre esses dois lugares, e assim os ratos eram observados e controlados em, os que possuíam um grau alto de dopamina no sangue ou não. O resultado foi que os ratos que o índice da substância era maior, pulavam a cerca para pegar mais ração, e os que estavam puros ou com pouca dopamina não fizeram o menor esforço e se contentavam com o lugar com pouca comida.

Uma coisa que vocês já devem ter percebido e eu não contei ainda, foi como que os cientistas regularam a dopamina no sangue dos ratos. Isso é um fato bem curioso, e é exatamente o que vou contar no próximo tópico. Vamos aprender a controlar nossa dopamina, e claro sem nenhuma medicação. Desse modo quando queremos atingir grandes objetivos, sendo em curtos ou longos prazos, vamos saber regular nossa motivação de modo que nos faça atingir o sucesso!

Dominando a dopamina

A dopamina é relaciona a picos de prazer, ou seja quando temos uma experiência positiva que nos desperta prazer, nosso nível de dopamina no sangue aumenta, pois associa esse momento com algo que você guardou na sua memória como prazeroso. Se você está pensando no “ato sexual” como exemplo, acertou em cheio, pois é um momento em que a substância no sangue está em alta.

Uma das coisas que você pode fazer é estabelecer metas incrementais. Isso seria utilizado de modo que ao invés de estabelecermos objetivos longos como ler um livro em uma semana, podemos dividir isso em dias ou até em horas! Como por exemplo ler 20 páginas em uma hora. Dividindo as metas em etapas nos ajuda a sentir o prazer da tarefa concluída, e nos dá motivação de continuar em busca de mais.

Outra dica é estabelecer uma “lista de tarefas”. Para todo planejamento ou trabalho que for fazer, faça uma lista de passo a passo das tarefas que você tem que fazer para finalizar o trabalho. Com o término vá riscando uma por uma, e a sensação de dever cumprido, mesmo que por uma etapa pequena, será despertada em você.

Apenas comece!

Start

O fato simples de apenas começarmos uma tarefa já nos dá prazer! Sabe quando acordamos, sentimos aquele vazio, aquela vontade de não fazer nada? É exatamente nessa hora que temos que nos cobrar de fazer alguma coisa para nos motivar. É por isso que quanto mais demoramos para nos levantar da cama logo ao acordar, menos vontade de continuar nossas tarefas do dia temos.

Uma técnica bastante conhecida, usa de base o “começar”, é a técnica pomodoro. Ela é estabelecida de forma que a pessoa escolhe a tarefa para fazer durante 25 minutos. Passando esse tempo se ela se sentir motivada a continuar, melhor ainda, e passa a evoluir e continuar a tarefa. Caso não, você pode se dar o luxo de parar a atividade, descansar e começar outra.

Curta mais o seu tempo de estudo!

Em qualquer coisa que você for estudar, o aprofundamento do estudo vai te ajudar na motivação. Um bom exemplo disso são pessoas que vão estudar para grandes concursos relacionados na área jurídica, e precisam estar a par de muitas leis que podem cair no provão. O estudo pode acontecer de uma forma chata, ocorrendo o decoreba dessas leis, tornando esse tempo bem mais desgastante. O que pode acontecer para que o nível de dopamina cresça e a pessoa se sinto mais motivada nessa parte do estudo, é ela passar a se aprofundar mais na matéria e tentar entender o porque daquela lei ser aplicada em alguma situação, assim o estudo se torna muito mais interessante, e a pessoa vai entender a natureza do assunto não necessariamente precisando só decorar.

Perseverar para romper barreiras!

Barreiras

Após ler tudo, você já sacou que para liberar nossa dopamina em altos níveis, precisamos despertar prazer para sentirmos motivados ao realizar uma tarefa.

Perseverar é uma ação que podemos colocar em prática toda vez que formos estudar algo. Uma dica para isso acontecer e dar certo, acontece quando nos programamos de ler vários livros ao mesmo tempo, isso pode se tornar desgastante e bloquear sua determinação, por isso foque sua atenção em apenas um livro, e persevere até devorar o conteúdo dele. A finalidade disso é fazer uma coisa de cada vez, simples e objetivo.

Ai vai um exemplo da minha vida pessoal. Há um tempo atrás eu corria, e claro, por orientação médica comecei caminhando. A prática da caminhada eu me sentia super bem, sempre disposta. O problema aconteceu foi quando quis mais, e comecei a correr. Só que na primeira tentativa nos primeiros 3 minutos já me senti cansada e indisposta e acabei não aguentando.

Para superar isso, continuei caminhando, só que em todo final acabava correndo um pouco. Nas primeiras vezes era 3 minutos, depois aumentava para 5 e assim sucessivamente. No final de 3 meses consegui correr uma hora inteira. Essa sensação foi inesquecível, pois acabou me motivando a continuar correndo, sem contar a conquista que tive depois de tanto esforço.

 

Bom essas foram as maneiras de gerar dopamina de uma forma natural no seu cérebro e com isso criar motivação para atingir as metas traçadas e aumentar cada dia sua motivação nos estudos e atrás dos seus objetivos.

 

Agora é a hora mais legal, é a sua vez de contar para gente e participar respondendo, qual é a maneira de motivação que você utiliza para se sentir mais motivado na hora de ler um livro, estudar ou praticar algum esporte?

Se você não tiver nenhuma, qual das que citei acima você utilizaria ou vai começar a utilizar na sua vida?

Espero que passem a utilizar as informações dadas para cada vez mais melhorarem na hora de aprender alguma coisa!

Muito obrigado!

Até o próximo post!

13 Comentários


  1. Ana, cada vez que assisto um vídeo seu, só isso me motiva! Mas o começar parece um pouco mais complicado! Mas neste vídeo de ‘PULAR A CERCA’, me ajudou muito! O método POMODORO, dos blocos de 25 min, a compreenção profunda, a perceverança, e até mesmo a sua experiência pessoal da caminhada e da corrida, me mostraram o outro lado (O de aumentar a DOPAMINA), não sou um rato, mas me pareço com um, o de procurar a alimentação mais fácil! Tenho mudanças profundas nas minhas convicções! Mais uma vez ! Obrigaduuuuuuuu! IRIS.

    Responder

  2. Obrigado pelas dicas. Voltei a estudar para concursos e ando meio sem dopamina. Valeu!!!!!!!

    Responder

  3. Oi Ana! Gostei muito dessas dicas e só percebi agora que eu também usava um mecanismo para gerar dopamina! Quando estou estudando um capítulo do livro e de repente tenho que terminar meu momento de estudos para fazer alguma outra coisa, eu desenho uma simples estrela marcando onde parei. No outro dia, quando vou folheando o livro até chegar na parte que parei, me deparo com um moonte de estrelinhas nas páginas que vou passando e sinto uma euforia por ter conseguido estudar aquilo tudo. Sensacional haha.

    Responder

    1. Muito legal essa maneira que você usa para fazer a demarcação de parada para depois retomar.
      Você está usando um artifício visual que lhe proporciona lembrança e também serve para cria estímulo de continuidade.
      Desta forma você vai superando a descontinuidade e até uma possível desistência da leitura.
      Abraço, Ana.

      Responder

  4. Muito obrigadaAna! Essas ainformacoes e dicas foram de encontro do que eu preciso começar a fazer! Valeu!

    Responder

    1. A primeira grande sacada é conhecer, a segunda é começar a fazer…
      Abraço, Ana.

      Responder

  5. Aprender alguma coisa sempre me motiva. Foi o título do seu blog que me trouxe aqui!

    Fora isso, achei ótimo entender o processo e o sisteminha que vc demonstrou vai funcionar com certeza.

    Na minha experiência, compreensão profunda, além de me ajudar com a memorização (porque entender a lógica, as razões para algo faz uma memória muito mais profunda) me dá aquela sensação EUREKA! que é uma delícia

    Obrigada!

    Responder

    1. A aprendizagem por si só é algo motivante.
      Essa sensação que você relata da descoberta é extremamente agradável, né!!
      Abraço, Ana.

      Responder

  6. Ana , vc é surpreendente…seus comentários são sempre muitos oportunos pela praticidade…todos eles frutos de experiência…Valeu!

    Responder

  7. Show de bola Ana!! Meu gerador de dopamina costuma ser o compartilhamento do meu resultado ( por menor ou mais bobo que possa parecer ) com pessoas que amo de forma que elas me elogiem. Com o seu vídeo agora eu tomei consciência dessa ação que fazia habitualmente sem saber ao certo o porquê heheheh.
    O Peter Shallard, um guru da área de produtividade, ele usa a técnica de ter um calendário grande e marcar com “x” as tarefas realizadas do dia a dia!!! Gratidão por essa missão linda!!! Até o próximo conteúdo!!

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *